“Liderança não vem de berço”


Uma recente enquete foi divulgada no site Chittoni com as seguintes questões: você acredita que para ser líder, a pessoa deve possuir certa “carga genética”? A liderança, na sua opinião, é definida no “berço de nascença”?

Da maioria dos entrevistados, 44% discordam, mas aceitam que existe algum favorecimento da “carga genética”; 27% concordam, mas aceitam que a liderança pode encontrar outros fatores de formação; 19% discordam completamente, pois a capacidade do líder não seria definida pelo “berço” do indivíduo; 8% concordam completamente; e 2% não saberiam ao certo.

Contudo, mais de 60% das respostas indicam que a liderança pode ser aprendida. Porém, existem alguns atributos de personalidade que são preponderantes e que estão ligados aos sentimentos do indivíduo.

Segundo John Maxwell, em seu livro Talento não é tudo, “algumas pessoas de muito talento atingem todo o seu potencial, enquanto outras permanecem presas à mediocridade”. Além disso, Maxwell insiste que as escolhas que as pessoas fazem, e não suas habilidades naturais, é que as impulsionam para as grandes realizações. “Quem é bem-sucedido sabe e aplica os princípios que são fundamentais para o sucesso”, destaca se referindo as questões que aborda no livro.

Já em sua obra Líder 360º, o maior treinador de líderes do mundo explica que uma pessoa pode desenvolver seu poder de influência a partir de qualquer ponto da estrutura corporativa, ou seja, sem precisar ter uma posição de chefia na organização. “Além disso, caso uma pessoa exerça uma péssima liderança, ainda assim é possível que seu funcionário se torne um ótimo líder”, afirma o autor.

Os ensinamentos de Maxwell são úteis para todos aqueles que têm o desejo de exercer liderança a partir do escalão médio de uma organização. Para o autor de best sellers, “os profissionais em posições hierárquicas médias têm muito mais poder de influência do que se imagina”. Basta pôr em prática os conceitos da liderança 360º e as oportunidades são infinitas, seja para a empresa, para a carreira ou para a vida.

É possível aprender a ser líder? A resposta é sim e não. Podemos aprender as técnicas, as habilidades e os estilos de comunicação. Também se pode dominar as teorias, as estratégias e as táticas ensinadas nos cursos rápidos e seminários de algumas semanas. O que não é tão fácil e rápido é aprender os sentimentos, a intuição, as sutilezas, o cuidado e o entusiasmo – a paixão pela liderança – que nos transformarão em líderes.

Fonte: Lidere Brasil – http://www.lidere.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: